segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Verbos, Por Ti


(Good Morning - Pierre Farel)
.
.
.

VERBOS, POR TI
(André L. Soares – 09.11.06 – Guarapari/ES)
.
Revelar-me, somente ante teu beijo,
dócil ato que espero, em desespero,
pois meu corpo te aguarda, novamente,
na distância de alguma madrugada,
para tomar-te em meus braços,
linda amante...
sem limites, sem tempo, sem ressalvas.

Dominar-te suave, cravando dentes
nessa pele em que já eriçam pêlos,...

e se as mãos limitam teus movimentos
liberdade te chega por entre orgasmos...
para fazer de ti, a minha mulher,
loucamente...

a andar sobre meus rastros.

Saciar-te os desejos mais ousados,
batizar novas loucuras com teu nome,
de tua carne jamais sentir-me farto,
aos teus olhos ser rei, teu deus e homem...

tendo sempre em teu amor
meu horizonte...

fonte eterna de augusta felicidade.
.

.

.

10 comentários:

  1. Ola...gostei muito do seu blog...muito inspirador! Vaou voltar...beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Beleza de acervo cultural.
    Este blog do André é uma inspiração para os amadores e amantes de poemas, prosas e poesias.
    Parabéns artista!
    Edu Gomes

    ResponderExcluir
  3. Parabéns mesmo!
    Não só por esses versos transbordantes de amor, mas por toda a sua poética maravilhosa e fascinante. Adoro esse e todos os outros poemas meu querido.
    Mas que esse é especial... Ah! Isso é viu! ;)


    Beijusssssssssssss e votos de uma linda noite querido Poeta.

    ResponderExcluir
  4. Oi! Tudo bem!
    Muito legal seu blog!
    Lindíssimo este poema! adorei mesmo!
    Uma excelente semana!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Um poema que revela, domina e sacia.

    Beijos enfeitiçados.

    ResponderExcluir
  6. Realmente... concordo com a opinião acima. Uma poesia viril e sensual. Adorei! Abraços

    ResponderExcluir
  7. Um poema quente e apimentado para um blog marcante. Uma mistura que se compara à nossa culinária (outra arte tão sublime e cativante!). Recomendo seu blog já há muito em meu espaço, porque tenho percebido que ele tem mantido a linha mesmo nos glutões (meu caso que estou sempre por aqui a come e bebemorar a vida através de suas palavras poéticas...) Grande abraço!

    ResponderExcluir
  8. lindo poema, gostaria de publicá-lo em meu blog, se vc me permitir!
    um abraço

    rua do mundo
    http://aterraazul.blogspot.com/

    fátimna

    ResponderExcluir
  9. Belo Poema!
    Tempestades poeticas...
    Blog poetico para os dias...
    Abraços
    Everaldo Ygor
    http://outrasandancas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Somos parceiros no blog Visão Panorâmica e modifiquei a url dele de http://www.panoramainternacional.com/visaopanoramica.php , para http://www.visaopanoramica.com

    Peço a gentileza que faça a modificação no seu blogroll; mudando A URL.

    Agradeço e peço mil desculpas pelo trabalho e por vim emporcalhar seus comentários. Contudo, não achei link de e-mail para deixar o recado e te peço a gentileza de apagá-lo depois.

    Um abraço.

    ResponderExcluir