quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Inteira


(Bunny Boiler - Sas Christian)

.
.
.
INTEIRA
(André L. Soares)
.
Perdoa,...
por ser falso
ante toda tua verdade;
quase alheio
à tua doce presença;
por ser o teu exclusivo,
tu que nunca és minha primeira.
Perdoa,...
por sempre voltar aos cacos,
a ti,...
que somente vens inteira.
.
.
.

.
Favorite:

14 comentários:

  1. Lindo!!!Amei!!! Parabéns!!!Continue nos presenteando com coisas lindas assim!!! Têm postagem nova.Apareça por lá, seus comentários inteligentes muito me alegram e honram.BJS

    ResponderExcluir
  2. Oi André, obrigado pela visita no meu blog, vc é o meu primeiro fã, e por isso inesquecível.....

    Linda poesia...singela...bela...

    Carinhos....

    ResponderExcluir
  3. perdoar.. seu texto me fez pensar que somente damos o devido valor as coisas e pessoas depois que perdemos.

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Estou entrando em contato novamente para me colocar à disposição ao esclarecimento de dúvidas referente ao e-mail que enviei no dia 06/08/08, tratando da Parceria Comercial entre o Site PÓ(ÉTICA)HERÉTICA com a HOTWords.

    Qualquer dúvida ou maiores informações, por favor, entre em contato comigo.

    Abraços,
    Stephanie Sarmiento
    ------------------------------
    smarques@hotwords.com.br
    www.hotwords.com.br
    ------------------------------
    Phone: 11 3178 2514

    ResponderExcluir
  5. André,
    Estou com saudades de vc, como vai?? Têm post novo lá no Blog, apareça por lá, sua visitinha muito me alegra.Beijinhos.

    ResponderExcluir
  6. André,
    Obrigada pela visita.Fiquei muito prosa e feliz. Gosto muito de vc, do seu jeito tranqüilão. Volte outras vezes, ok??? Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Nem sempre soubemos dar valor ao que nos é dado, pois não somos tão inteiros como gostaríamos de ser.

    Beijos de sonhos.

    ResponderExcluir
  8. À Poesia perdoa tudo, meu querido!

    Pois ela nasce e renasce quantas vezes for nescessário para nos aquietar a alma.

    É mais uma de suas joias esse seu poema.
    Gostei demais da imagem também viu.
    Lembrou-me à lenda de Luara.

    Linda postagem!

    ResponderExcluir
  9. Ah! Beijussssssssssssss ;)

    ResponderExcluir
  10. André há poesia que parece ser mar, as palavras vão e vêm com a onda até rebentarem na pele.

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Estou entrando em contato novamente para tratar da Parceria Comercial mencionada via e-mail em 20/08/08.
    Continuamos interessados no site.

    Aguardo um retorno para iniciarmos a negociação.

    Grata e à disposição,
    Stephanie Sarmiento
    ------------------------------
    smarques@hotwords.com.br
    www.hotwords.com.br
    ------------------------------
    Phone: 11 3178 2514

    ResponderExcluir
  12. passando para atualizar a leitura e deixar um abraço e boa semana

    ResponderExcluir
  13. Não sei se fico feliz por lê-la
    Ou se triste por sentí-la
    Pois sou mulher inteira
    E não gostaria de uma relação "meia"
    Como algo que recua e arquea
    A cada passo que se avança
    A cada flor que semeia...

    ResponderExcluir